Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

21 de ago de 2009

Aquele céu

Era tardinha, e a brisa soprava morna
nos oceanos só marolas...e uma brisa suave

O céu laranja escurecia e os tons vermelhos apareciam lentamente...
Como se queimassem as núvens aos poucos...e de chuva nada se via
A areia de minha praia me absorvia, e tal qual movediça eu sumia!

Os sonhos de um novo amanhecer e céus azuis
se faziam tão nítidos ainda na minha memoria...
e um sorriso sem cor as vezes surgia em meus olhos fechados
Cerrados pelo sono do querer crer...e assim adormeci

Mas acordei com o som de aves...e até pensei serem gaivotas...
Se tratava de corvos negros que escureceram meu céu
e seus sons eram horrendos..

Fizeram do vermelho o carmim...e aquele céu gritava...
eu podia ouvir...e ele foi se modificando lentamente do carmim
ao marinho...rasgado de estrelas...era um manto puído...
quase sem brilho...e os sons! e os sons!

Adormeci sem saber se dormia, se sonhava se morria...
e acordei deste céu numa marola morna, que comeu as areias e me achou
me engoliu como ostra ... e me jogou na profundidade de mim...
Perdida assim...apenas sentindo as correntes marítmas...lá em cima...
na superficie da vida...

Márcia Poesia de Sá - 19.08.2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oficina de Escrita Literária Online – Poesia

Oficina de Escrita Literária Online – Poesia INSPIRATURAS - Escrita Criativa - oferece aos interessados na produção de poemas uma oficina q...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...