Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de Escrita Literária - POESIA - on line

Untitled-1
Despertar poesia - Inspiraturas
vivências de poesia para iniciantes e amadores
com ênfase na escritura de poemas
exercícios lúdicos e práticas de escrita criativa
subsídios teóricos para a produção de poemas autorais
incentivo à troca de experiências, impressões e sugestões
acompanhamento da produção e dos resultados
Às segundas-feiras, 19:30h até 22h na Casa do Poeta Inspiraturas - Pelotas RS
início em junho. Apenas oito vagas - 70$mês
www.inspiraturas.com
whatsapp 53991212552
oficinainspiraturas@gmail.com

24 de abr de 2010

Rainha do amor

Rompeste o horizonte
Com olhos tão ávidos
Rompendo o silêncio prostrou-se em fronte
Lançou-me um sorrir em mil tons plácidos
Oh! Quão inebriante
Era aquele perfume!
Mil vezes cálido! Louco e incessante!
Num toque de leveza no céu lume

Formosa cachoeira
Que tecem louros fios
Sua pele era tórrida braseira
Tornou-se o mais sutil dos vícios
Louco amor! Louco! Louco!
Que vai pelo ar bailando!...
E vai escurecendo pouco a pouco...
Nos olhos ao horizonte venerando...

Ó rainha das infâmias!
Deusa despudorada!
Ó grácil perjúrio! Ó cálidas orgias...
Foste exoticamente desenhada
Sois prisões perpétuas
Ó doce condenação!...
Caminhar eternamente em tuas ruas
Totalmente submisso a tua afeição

As hortênsias florindo
Traz no olhar vãos fulgores
Teu cálice derrama amor infindo
Dai-me teus afagos redentores
As rosas vão se abrindo
No ápice dos prazeres
Deleitado numa ardência rugindo...
Prenda-me pra sempre em teus cárceres

Vem! Domina, arrebata
É tua minha morada!
Vai tecendo no céu branda cascata
Numa névoa apraz pela madrugada
No soprar da aragem
Numa dança celeste
Nos horizontes somos paisagem
De brumas e de plumas se reveste

No oceano deserto
Primavera florida
Em toques e olhares é desperto
Um amor radiante verte vida...
Ó sagrada candura!
Flor de pétalas sutis
Mácula matinal! Pura loucura!
Pelas noites silentes e febris...

Nenhum comentário:

Postar um comentário