Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

30 de ago de 2010

Deusa das minhas manhãs

Ó Vênus! Doce estrela matinal,
Maça do amor, gostosa tentação!
Deusa corpórea... Brisa da paixão!
É vida! Plenitude! Temporal!

Deixa-me passear no roseiral
Adormecer na sua mansidão
Vendo-te passar como furacão
Arrastando-me em teu vendaval

Quão suprema é tua divindade
Que enche de luz as minhas vãs manhãs
Deixa-me deleitar nas tuas vinhas

E do teu pomar colher maçãs
Vermelhas, me perder em tuas linhas
Virginais desta vossa santidade...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

encontre a Casa do poeta Inspiraturas: