Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de Escrita Literária - POESIA - on line

Untitled-1
Despertar poesia - Inspiraturas
vivências de poesia para iniciantes e amadores
com ênfase na escritura de poemas
exercícios lúdicos e práticas de escrita criativa
subsídios teóricos para a produção de poemas autorais
incentivo à troca de experiências, impressões e sugestões
acompanhamento da produção e dos resultados
Às segundas-feiras, 19:30h até 22h na Casa do Poeta Inspiraturas - Pelotas RS
início em junho. Apenas oito vagas - 70$mês
www.inspiraturas.com
whatsapp 53991212552
oficinainspiraturas@gmail.com

7 de set de 2010

De nada vale


Do que me vale ter as primaveras,
Se já não tenho mais o teu sorriso?
Do que adiantará atravessar as eras,
Se há em mim um coração maciço?

De nada me adianta ter a luz divina,
Se eu já não posso mais te enxergar?
Do que me vale a flor mais genuína,
Se a mais exótica nunca pude regar?

Do que valem os verdejantes prados,
Se não puder percorrer-los contigo?
Do que valem os doces céus azulados
Se não puder dormir no teu abrigo?

Do que adianta o sol no horizonte,
Se já não posso beber da tua fonte?

Dividido em desesperos e exageros
Vou por minhas estradas sem destino
Se não posso provar vossos temperos
Serei pela eternidade um clandestino...

Se dos teus lábios não puder beber
O néctar, eu desejo morrer de sede
Sem que seja em vós, não quero ser,
Apenas mais um retrato na tua parede

Não quero ser sem que sejas minha
Não adianta ter mil reinos sem rainha...

Nenhum comentário:

Postar um comentário