Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

17 de mar de 2011

O SIGNO DO MISTÉRIO – Fase inicial – 2ª Rodada

O Signo do Mistério

E como se na areia reluzisse
A chama dos mistérios mais profanos,
Denise quis tocar todos enganos.
Talvez tudo que ainda não se disse.

E fossem tais segredos não humanos,
Quicá a dor que a fere se exaurisse.
Porém, a Terra é sempre a grande lice.
Os deuses dormem sós sob tantos danos.

A caixa, agora aberta, é a lembrança,
A areia se perdera do alguidar,
O segredo no signo, enfim, descansa.

Denise abrira os olhos para voar.
Na asa do mistério da esperança,
Mas se perdeu nas ondas de outro mar.

Autor 03: Joaquim Pirantes

Um comentário:

  1. Uma cuidadosa elaboração que resultou nesse perfeito soneto. O bom uso da métrica garante a musicalidade que os sonetos prometem. É uma fórmula que garante o ritmo ao formato, enquanto joga o diferencial ao conteúdo.

    Quanto ao conteúdo, a condução narrativa favorece uma chave de ouro mais brilhante. Me pareceu que Denise se despede do leitor com certa indiferença.

    O título é apropriado e convida à leitura. Particularmente, não gosto do excesso de pontuação, pois penso que fazem a leitura truncada.

    "O Signo do Mistério" é um belo soneto e dou a nota quatro em reconhecimento ao capricho da elaboração.

    Wasil Sacharuk

    ResponderExcluir

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...