Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de Escrita Literária - POESIA - on line

Oficina de Escrita Literária Online – Poesia

Proposta lúdica voltada ao desenvolvimento e ao aprimoramento da composição poética. A oficina foi projetada para ser um meio de iniciação na produção literária.

DSCF7250
Exercício leve e agradável de interação e da liberdade de brincar com as letras;

Comentários, sugestões e críticas que focalizam os aspectos positivos e negativos da produção, consistindo numa avaliação personalizada;

Cinco desafios conceituais e criativos voltados ao desbloqueio da escrita e à iniciação na arte de escrever poemas;

A OFICINA DE POESIA ON LINE é coadjuvante do poeta no processo de ilustrar sentimentos, bem como desenvolvê-los e expressá-los numa estética bela e sensível.

21 de abr de 2011

AINDA - etapa final - 7ª rodada

Ainda

Ainda
que a voz do mundo todo
seja ruídos
de clamores e discórdias
Tua voz,
fino fio de claridade,
há de ser
para sempre
um acalanto

Ainda
que tormentas
e temores
roubem-me dos olhos
a beleza
Teu riso
há de manter-se
sempre
lívido
para minha eterna contemplação

Ainda
que as palavras
se coloquem como adagas afiadas
ou muros de incertezas
Teu mais ínfimo dito
há de ser chave
para plena
libertação.

Ainda
que a noite se perpetue
pelo resto dos meus dias
Escuro,
silêncio e sombras
Tua fronte
há de ser a réstia
de uma luz fecunda
que não cessa
e não cansa
de me alumiar.

Joaquim Pirantes

Um comentário:

  1. Sensacional o poema. A ideia de concessão iniciando cada estrofe imprimiu um ritmo denso, profundo... a escolha de palavras como ‘discórdias’, ‘tormentas’, ‘adagas’ também contribuem e muito para o tom intenso, muito bem caracterizado. Gostei de todo. Destaco:

    “Tua fronte
    há de ser a réstia
    de uma luz fecunda
    que não cessa...”

    Nota: 5,0

    ResponderExcluir