Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de Escrita Literária - POESIA - on line

Untitled-1
Despertar poesia - Inspiraturas
vivências de poesia para iniciantes e amadores
com ênfase na escritura de poemas
exercícios lúdicos e práticas de escrita criativa
subsídios teóricos para a produção de poemas autorais
incentivo à troca de experiências, impressões e sugestões
acompanhamento da produção e dos resultados
Às segundas-feiras, 19:30h até 22h na Casa do Poeta Inspiraturas - Pelotas RS
início em junho. Apenas oito vagas - 70$mês
www.inspiraturas.com
whatsapp 53991212552
oficinainspiraturas@gmail.com

9 de abr de 2011

DESEJO PLATÔNICO - fase final - 5ª Rodada

Desejo platônico

Alcancei aquele corpo escultural
Com meu olhar clinico cínico
E em sua sinuosidade natural
Depositei meus desejos mais reprimidos

Façanha celestial em forma feminina
Linda mulher menina concebida perfeita
Levando- me  a devaneios, infinitos sentidos
Transformando em cobiça meu mais recôndito desejo

Traçando em luxuria meu pensar, meu libido
Com penar obscuro instinto
Apetite avassalador, puro feitiço
Traduzido em suas formas incandescentes

Seu olhar hipnótico indecente
Derretendo meu ultimo empecilho  
Conduzindo-nos as loucuras de amantes
Entre lençóis tendo somente a lua como voyeur

Klaus Weber

2 comentários:

  1. Gostei das imagens que o poema traz: "corpo escultural", "façanha celestial", "a lua como voyeur". Gostei da forma como vai se construindo, muito embora a ideia do desejo platônico não tenha ficado clara para mim. Também é preciso estar atento a algumas palavras com falta ou excesso de acentuação e pontuação: clínico, luxúria, último, lençóis.
    Para a proposta erótica, o poema deixou a desejar. Faltou um tom mais incisivo, no meu entendimento.

    Nota 3

    Dhenova

    ResponderExcluir
  2. Delícia esse poema!

    Adorei o desejo do poeta!

    Não diria que é um poema que conduz o leitor ao desejo.

    Mas, gostei do tom delicado...

    ResponderExcluir