Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

28 de abr de 2011

DOS SONHOS - 8ª rodada - etapa final

De Sonhos

Há noites em que sonho dias
D´além
Além de mim
Além do bem e do mal
E no céu de azul sem fim
Bailam espirais de esperança
Inspirando versos
Sob o sol.

Nas ruas,
Meninos tantos
Sujos, mas da terra de brincadeiras bestas,
E suas bolas, e suas pipas
Ziguezagueando sobre
As mentes leves dos velhinhos
Sob a sombra do ipê amarelo.

Ninguém que os espreite,
Ninguém que os queira
Com enxadas pesadas
Cavoucando o chão,
Senão em busca de estrelas,
Versos e verdades voláteis
Que se dissiparão amanhã.

Há dias em que sonho noites
D´além
Um céu de estrelas alumia
E os corpos não se temem,
E a mão não mais atira
Porém, entrelaça-se
A outras mãos e estas a outras mais
Os lábios não proferem promessas
Não há o que se prometer
E ninguém há que se atreva a arranhar
A inteira e eterna perfeição.

E há dias em que não sonho,
As tardes são negras
E os olhos não almejam a contemplação.

No entanto,
Antes da sombra, a luz
Antes do gozo, a sofreguidão
Antes da cura, a chaga
Antes da noite, o sol
Antes de nós, o nada, a amplidão
Antes do acerto, o projeto

Antes de tudo, o sonho.

Joaquim Pirantes

5 comentários:

  1. Antes da sombra, a luz

    Lindo! reflexivo e verdadeiro.

    Adorei!

    ResponderExcluir
  2. Na última rodada, cada poema receberá três notas, uma de cada jurado, e prevalecerá a média como nota final da última rodada.

    ResponderExcluir
  3. Comentário 4. Título: De sonhos. Autor: Joaquim Pirantes.
    Texto com grande potencial, embora necessite de um trabalho mais apurado. As idéias são interessantes, mas o poema perde muito quando o autor opta por não utilizar letras minúsculas iniciando sentenças que são, simplesmente, a sequência de um raciocínio em desenvolvimento. Com isso o ritmo fica prejudicado. Em alguns momentos percebe-se a falta de uma ou outra “quebra” no texto, que seria facilmente obtida através de um espaçamento entre parágrafos. Por exemplo:
    Ao invés de:
    “E os corpos não se temem,
    E a mão não mais atira
    Porém, entrelaça-se
    A outras mãos e estas a outras mais
    Os lábios não proferem promessas
    Não há o que se prometer”

    Indica-se:

    (...)“E os corpos não se temem,
    E a mão não mais atira


    Porém, entrelaça-se
    A outras mãos e estas a outras mais
    Os lábios não proferem promessas
    Não há o que se prometer” (...)

    Por todos esse motivos, dou-lhe a nota 3,7. Luciana Del Nero.

    ResponderExcluir
  4. Há um encadeamento perfeito entre uma estrofe e outra, gostei especialmente da abertura, apaixonei-me pelo título (sobre sonhos), do início ao fim bem fechadinho... não gostei da última estrofe, apesar dela fazer um fechamento perfeito com a ideia, ela aparece um tanto solta. Uma dica seria colocá-la como um refrão, poderia aparecer antes na segunda ou quarta estrofe, e depois repeti-la no final... gostei de todo.

    Nota: 4,7
    Dhênova

    ResponderExcluir
  5. Cinco! Nem vou ficar procurando palavras...

    wasil sacharuk

    ResponderExcluir

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...