Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de Escrita Literária - POESIA - on line

Oficina de Escrita Literária Online – Poesia

Proposta lúdica voltada ao desenvolvimento e ao aprimoramento da composição poética. A oficina foi projetada para ser um meio de iniciação na produção literária.

DSCF7250
Exercício leve e agradável de interação e da liberdade de brincar com as letras;

Comentários, sugestões e críticas que focalizam os aspectos positivos e negativos da produção, consistindo numa avaliação personalizada;

Cinco desafios conceituais e criativos voltados ao desbloqueio da escrita e à iniciação na arte de escrever poemas;

A OFICINA DE POESIA ON LINE é coadjuvante do poeta no processo de ilustrar sentimentos, bem como desenvolvê-los e expressá-los numa estética bela e sensível.

9 de abr de 2011

POEMA TÂNTRICO - fase final - 5ª Rodada

Poema Tântrico


Em certos momentos a poesia me é tão tensa
quanto o olhar oblíquo de uma atriz quartuda
que ler Garcia Marquez trancada no quarto
só para se enganar.

A mão dissimulada da mulher que masturba
meu membro rijo e rir
pensando em abismos e revoluções.

Ela tem vinte e tantos motivos para rebolar,
mas quer também sussurros poéticos aos
ouvidos.

Sonhos de astronomia, vestígios no chão
e cartazes de poetas vivos de Teresina,
lugar de fogo e suco de fruta tropical.

Quantas divagações...

Talvez seja o calor
e a desidratação, rindo, eu afirmei.
Talvez seja mesmo amor,
pois há várias formas de amar, eu sei.

Quem sabe mesmo desejo,
fascínio ou paixão,
que eu, descaradamente, finjo
não saber o que são.

A boca torna-se então o prepúcio do gemido
que antever o ígneo e alvo mel
a impregnar-lhe
a língua;
o palato;
os dentes
e o queixo.

E fica um quê de não sei quê,
respingando de não sei onde
entre aquilo que se vê
e aquilo que se esconde.

Por baixo, por cima;
intercaladas,
negras, brancas,
com rima, sem rima,

Algumas poesias,
algumas mulheres
atordoam e mexem mesmo
(muito) com a gente...

Melquíades

2 comentários:

  1. Um todo muito interessante, mas por fim, ficou com o pique de prosa. O ritmo é constantemente quebrado e as rimas, que inicialmente pareceriam desncessárias, quando surgiram ficaram tanto forçadas.
    O melhor é essa conexão metalinguística que une a poesia com o erotismo. Realmente criativo e bem conduzido nesse sentido.
    Do meio para o fim ficou mais despojado, mas isso, no resultado, causou uma intersecção na leitura.
    Em síntese, merecia uma elaboração mais cuidadosa, pois a ideia é ótima.

    nota 4

    wasil sacharuk

    ResponderExcluir