Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

9 de abr de 2011

ROTA ERÓTICA - fase final - 5ª Rodada

ROTA ERÓTICA

No corpo em que traço rota
Grande mudança se nota
Conforme anda o desejo
Os pelos todos eriçados
Aos pedidos sussurrados,
No molhado do meu beijo

A respiração acelerada  
A cada leve mordiscada
No lóbulo da orelha
E o olhar esgazeado
Se, ao toque excitado,
Sua fêmea cede e ajoelha...

A sofreguidão da boca
Na descoberta mais louca
De cada canto da minha
O suor na febre insana
Fazendo sombras na cama,
Quando o orgasmo se avizinha

No final desse passeio,
O corpo é todo anseio
Na prontidão do seu falo

Quando chega a explosão
O disparar do coração
Fecha, por fim, o abalo.

Vixe!Verso!

6 comentários:

  1. Um ótimo poema, muito bom o tom e bastante erótico. Apenas não gostei da última estrofe, da palavra "falo" rimando com "abalo". Penso que a rima ficou forçada. E, na minha opinião, a palavra "falo" é muito feia para a poesia. Há outras formas de caracterizar, mas como disse, é apenas opinião minha.

    nota 4.5

    Dhenova

    ResponderExcluir
  2. ROTA ERÓTICA!

    O medo das palavras na poesia erótica!

    O preconceito através das palavras!

    Temos nós os humanos PÊNIS VAGINA
    CARALHO BOCETA. Que fazem parte do corpo de macho e fêmea.Assim como todos os outros animais...

    Por que o medo e o receio em explorar esse lado? O sexo é um ato feio? Na poesia contemporânea o sexo deve ser tratado como algo normal e prazeroso. E os adjetivos usados dependem do regionalismo de cada poeta.

    ResponderExcluir
  3. Regina, tenho certeza que sabes, como a grande poetisa que és, engajada nesse nosso mundo poético há tanto, que a poesia precisa ser sentida, que o poema se não fizer sonhar, chorar, rir, gozar... não faz sentido. Quando li os poemas nesta rodada esperava sentir tesão, mas não senti, faltou sinceramente mais emoção, e palavras como 'cu', 'boceta', 'pica' não me provocam esta reação, ao contrário, tenho vontade de rir em alguns casos, em outros acho tosco e vulgar, e em poesia acho que não cabem, não porque não tenha boceta ou meu marido não tenha pica, mas acho que há momentos pra dizer 'vem e me come, me fode a boceta gostoso', entre quatro paredes, é perfeito na minha opinião, mas não cabem em poesia... veja um exemplo:

    "o vigor do meu homem
    invadia o meu íntimo incessantemente"

    acho muito mais sensual, sinto mais tesão do que:

    'vem e me fode a boceta
    com força, meu macho'

    rsrs... mas como a proposta da oficina é que o jurado diga o que gostou ou não gostou (no meu entender, o que senti ou deixei de sentir), acho que opinião como a tua mostram os dois lados, e aqueles que se excitam com o que eu acho vulgar também devem se expressar... os ditados são clichês de vida, é certo: 'o que seria do verde se não fosse o amarelo?'
    Acho também que deverias te inscrever como jurada na próxima etapa, tua ânsia de expressão e teu grande conhecimento em poesia somariam sobremaneira ao maravilhoso projeto do nosso amado Sacha.

    Beijo grande.

    Dhênova

    ResponderExcluir
  4. É um poema sensacional, sem dúvidas. A sensualidade sutil e de bom gosto é a chave. Parabéns, Vixe.

    ResponderExcluir
  5. Caros poetas

    Quando quero ler histórias da carochinha busco poemas infantis.
    Jamais vou a uma livraria comprar um livro que contém poesias eróticas apenas pelo lúdico!

    Quero sentir o sangue ferver!

    Não sou critica literária.

    Dei a opinião de leitora, apenas...

    ResponderExcluir
  6. Caros Poetas

    Dei minha opinião simplesmente como leitora.

    Não sou critica literária.

    Ao escolher um livro que contém poesia erótica, procuro algo que desperte minha atenção.

    Assim como quando leio um livro infantil, ou outra literatura que remete ao assunto.

    Busco em cada um, motivação a que me proponho a ler.

    ResponderExcluir

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...