Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

28 de abr de 2011

UTOPIA SEM SENTIDO - 8ª rodada - etapa final

Utopia sem sentido

O sonho é uma dádiva da natureza humana
Sonhar faz parte de nosso cotidiano
E se não fossem os sonhos a vida seria cinza

A utopia é um sonho impossível
Inatingível, inalcançável
É uma provocação a crua realidade
Uma mentira mentalizada para os infortúnios
Um desejo sublimar do fazer sem fazer

O sonho é uma realidade longínqua, porém possível
A utopia é uma realidade oca, sem vida
O sonho é a matéria prima dos visionários
A utopia é a desculpa dos pragmáticos

De nada adianta sonhos impossíveis
Que nada acrescentam a dignidade humana
A utopia é a desculpa dos desalmados
O sonho a válvula de escape do espírito.

Klaus Weber

5 comentários:

  1. Salve! grande poeta!

    Sua utopia sem sentido, penetrou-me a alma que certamente sente o mesmo.

    Gostei demais da crueza das tuas palavras.

    O sonho é possível...

    ResponderExcluir
  2. Na última rodada, cada poema receberá três notas, uma de cada jurado, e prevalecerá a média como nota final da última rodada.

    ResponderExcluir
  3. Comentário 3. Título: Utopia sem sentido. Título: Klaus Weber.

    Senti falta de lirismo. O poema começa pragmático demais e continua assim até o fim. Já de cara sente-se falta da utilização da pontuação, (ou de outros recursos nesse sentido), o que dificulta o entendimento da mensagem do quê se pretendeu transmitir. Por exemplo: “E se não fossem os sonhos a vida seria cinza” poderia ganhar maior força e contundência com o acréscimo de uma simples vírgula: “E se não fossem os sonhos, a vida seria cinza”. De todo modo o autor joga com os contrários de maneira interessante. Além disso, o diálogo com o texto de Galeano é tímido. Nota: 3,5. Luciana Del Nero.

    ResponderExcluir
  4. Gostei do tom agressivo, quase ríspido. Li assim. Fui engolindo cada palavra, foi uma sensação boa, gosto demais disto na poesia, aquele verso capaz de fazer vibrar o peito, fazer barulho. Este tocou. No geral, muito bom.
    Embora tenha percebido que as palavras ‘sonho’ e ‘utopia’ foram usadas como elementos de coesão, não gostei de algumas repetições, principalmente da palavra ‘sonho’, acho que ficaria melhor se fosse mais enxuto.

    Nota: 4,0

    Dhênova

    ResponderExcluir
  5. É um belo poema e com força argumentativa. Está permeado por um comedido lirismo que assegura a personalidade da obra.
    As repetições não colaboraram para a ênfase dos argumentos, logo, prejudicaram a estética.
    A presença de sujeito e predicado em cada verso deixou a leitura tanto truncada e em tom enciclopédico.
    nota 3,6

    abraço e parabéns pela maravilhosa participação.

    wasil sacharuk

    ResponderExcluir

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...