Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

15 de abr de 2011

VIDA DE PAVÃO – Fase final – 6ª rodada

Vida de Pavão

“Quanto mais gostamos de uma amante,
                mais perto estamos de odiá-la.”
                               La Rochefoucauld

Abriu a cauda como um leque bordado
Daquele quintal mostrava-se o dono
Em cores vibrantes vem multiplicado
O tamanho naquele espaço enfadonho

Gritava bem alto à fêmea que distava
Daquele tão seu mirabolante plano
Traçado na cauda que arqueava
Chamando à dança sua cigana

Volvia alquebrado e sem resposta
Ao seu envolvente insistido canto
E no requebrado, eis sua aposta
A não ver o grito mudado em pranto

Dançou, reluziu se mostrou vaidoso
Buscando um par em contradança
Mas, ao lhe surgir outro belicoso
Sumiu no horizonte e ninguém alcança

Agora voando a outro território
Já não é covarde, é pavão teimoso
Abrindo o leque contraditório
Sua dança requebra todo vaidoso

E sobre a nobre casta de beleza
O pavão se fez rei em terreno alheio
No alto de arbustos ao trono lhe veio
A pavoa roubar-lhe a sua nobreza.

E quem tanto fez a buscar companheira,
Embora vaidoso de toda a beleza
Agora só olha com indelicadeza
Por não poder ir a terras alheias.

Franklin Stingër

Um comentário:

  1. Gosto quando os títulos dão a orientação para a a leitura, e não como quando ficam à parte, é muito criativo. Também gostei da epígrafe, uma dica para a interpretação, condução interessante ao leitor. O poema alcança a proposta, embora, ao meu ver, haja lacunas entre algumas estrofes, parece que a narrativa vais sendo quebrada, a mensagem ficando fragmentada... ainda assim, é bom!

    nota quatro

    Dhenova

    ResponderExcluir

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...