Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

15 de mai de 2011

Elementos de Poesia

 
Estrofe

Parte de um poema consistindo de uma série de linhas ou versos dispostos em uma certa configuração regular, definidos por metrificação e rima que se repetem periodicamente. Uma estrofe tem geralmente um "pattern" regular de número de linhas, metrificação e rima, constituindo-se em uma seção da poesia. No entanto, uma estrofe irregular não é incomum.
Na corrente modernista encontramos estrofes livres, onde a preocupação maior é com o conteúdo dando-se menor importância à metrificação, à rima ou a qualquer outra configuração regular.
As estrofes podem ser classificadas como:
1 - monóstico
2 - dístico
3 - terceto
4 - quarteto (ou quadra)
5 - quintilha
6 - sextilha
7 - sétima
8 - oitava
9 - nona
10 - décima
Todas as estrofes que tenham mais de dez versos recebem a denominação de Irregulares.

Ritmo

Considerado por muitos como sendo a mística da palavra, o ritmo é uma alternação uniforme de sílabas tônicas e não tônicas em cada verso de uma composição poética.
O ritmo de um poema ainda tem muito a ver com a metrificação e a correspondência sonora provocada pela rima. Todo esse conjunto de elementos determina o ritmo da obra.
No verso livre a sonoridade rítmica obedece a um padrão próprio, não sendo governado por regras externas derivadas da alternação uniforme de sílabas tônicas ou de metrificação e rima, a essa modalidade dá-se o nome de Arritmia.

Elisão

A elisão é a supressão (na escrita ou na pronúncia) na vogal final de uma palavra e antes da vogal inicial da palavra seguinte. É usado para adequar o número de sílabas poéticas dentro de um verso.
Ex.: Copo-d’água  -  Pau-d’alho

Metrificação – Escansão

Metrificação é a técnica para se medir um verso. Em Português, ela se apóia na tonicidade das palavras, a escansão; contagem dos sons dos versos. É importante observar que as sílabas métricas diferem das sílabas gramaticais, observando-se as seguintes regras.

1. Contagem das sílabas métricas:
a) só contaremos até a última sílaba tônica de um verso.
  1    2    3
Tal / a / chu / va
   1       2     3
Trans / pa / re / ce
   1       2     3
Quan / do / des / ce
(va/ce/ce - são as sílabas átonas e não entram na contagem poética)
b) Quando em um verso uma palavra terminar por vogal átona e a palavra seguinte começar por vogal ou H (que não tem som, portanto não é fonema, mas uma simples letra), dar-se-á uma elisão.
A/mo/-te, ó/ cruz/ no/ vér/ti/ce/ fir/ma/da
De es/plên/di/das/ i/gre/jas.
c) Sinérese: é a fusão de dois sons num só dentro da mesma palavra.
Lan/ça a/ poe/si/a
d) Diérese: o contrário da sinérese. Separa em sílabas distintas dois sons vocálicos dentro de uma mesma palavra.
1 2  3     4     5       6   7  8   9   10
Deus/ fa/la/, quan/do a/ tur/ba es/tá/ qui/e/ta
e) Hiato: é o contrário da elisão. Separa-se de dois sons interverbais (a sinérese e a diérese são intraverbais; a elisão e o hiato são interverbais). Conferir elisão e hiato no exemplo à seguir:
E/ va/ ga
Ao/ lu/ ar
Se a/pa/ga
No / ar.

2. Classificação do verso quanto ao número de sílabas:
a) Isométricos: são os versos de uma só medida. São classificados como:
  • monossílabos
  • dissílabos
  • trissílabos
  • tetrassílabos
  • pentassílabos (ou redondilha menor)
  • hexassílabos (heróico quebrado)
  • heptassílabos (redondilha maior)
  • octossílabos
  • eneassílabos
  • decassílabos (medida nova)
  • hendecassílabos
  • dodecassílabos (ou alexandrinos)
b) Heterométricos: são os versos de diferentes medidas, usados em um mesmo poema.
c) Versos livres: são aqueles que não obedecem a nenhum esquema.
Rima
A rima é um dos elementos do verso, mas não é essencial ou obrigatório. É apenas uma opção do autor para criar um vínculo de "melodia" e acentuar o final de um verso. Este recurso passou a ser usado na Idade Média pelos trovadores. Atualmente, existem composições poéticas onde as rimas não são usadas, que recebem o nome de Poesia Branca ou Poesia Solta.
As rimas são classificadas quanto à disposição nas estrofes, e de acordo com as classes gramaticais que a compõem. Veja alguns exemplos.
1 - Quanto à posição:
Emparelhada (ligando versos seguidos).
A
    A
    B
    B
Cruzada (versos rimados se alternam).
    A               A
    B       ou      B
    C               A
    B               B
Abraçada (ligando dois versos iguais e dois diferentes).
    A               A              C
    B        ou      A        e      C
    B               A              C
    A               B              B
Interpolada (liga o primeiro e último verso, quando existem três ou mais entre as ligações).
    A                A
    B                B
    B        ou       C
    B                D
    A                A
Seguida (liga dois ou mais versos sucessivos).
    A                B
    B        ou       B
    B                A
2 - Quanto ao valor:
Pobre – Formada por palavras da mesma classe gramatical.
Existe   (verbo)
Teimoso   (adjetivo)
Aviste   (verbo)
Amoroso   (adjetivo)
Rica – Formada por palavras de classes gramaticais diferentes.
Espero   (verbo)
Vida   (substantivo)
Sincero   (adjetivo)
Querida   (adjetivo)
Rara - Formada por palavras de pouca rima, difíceis de se encontrar.
Cisne   (adjetivo)
Bosque   (substantivo)
Tisne   (verbo ou substantivo)
Quiosque   (substantivo)
Preciosa – Formada por artifícios gramaticais, ou junção de palavras.
Amá-la
Tranqüilo
De gala
Por certo fi-lo
Imperfeitas – Formada por palavras homógrafas (escrita igual ou semelhante, e significado diferente) e homofônicas (pronúncia igual ou semelhante).
Estrela   (Homógrafa)
Vejo   (Homofônica)
Vê-la   (Homógrafa)
Beijo   (Homofônica)

Spectrum

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...