Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de Escrita Literária - POESIA - on line

Oficina de Escrita Literária Online – Poesia

Proposta lúdica voltada ao desenvolvimento e ao aprimoramento da composição poética. A oficina foi projetada para ser um meio de iniciação na produção literária.

DSCF7250
Exercício leve e agradável de interação e da liberdade de brincar com as letras;

Comentários, sugestões e críticas que focalizam os aspectos positivos e negativos da produção, consistindo numa avaliação personalizada;

Cinco desafios conceituais e criativos voltados ao desbloqueio da escrita e à iniciação na arte de escrever poemas;

A OFICINA DE POESIA ON LINE é coadjuvante do poeta no processo de ilustrar sentimentos, bem como desenvolvê-los e expressá-los numa estética bela e sensível.

8 de jun de 2011

1ª rodada - Sereníssimo Tempo

SERENÍSSIMO TEMPO

Diante do espelho,
percebo o beijo do tempo
em minha face marcada.

Tantas águas rolaram
na longa estrada, nos meus silêncios
que as tristezas ficaram para trás,
mudas
na masmorra do esquecimento.

Hoje, na melhor idade,
sou-me bela por fora e por dentro;
encaro o mundo de frente
e, de peito aberto, acredito
nos eternos conselhos do vento.

Acolho serena a mesma brevidade das flores,
a mesma certeza das cores mutáveis
numa verdade suave que me vem em sonhos e preces.

E ainda que ressurjam reveses,
contratempos,
já não choro nem grito
pois sinto Deus a acalmar as lágrimas da alma
enquanto aguardo a paz da eternidade.

A VOZ DO VENTO

2 comentários:

  1. “A Voz do Vento” é um belo pseudônimo! Muito lírico.
    Gostei da forma como o eu-lírico trata o tema, alcança bem a ideia, gostei de imagens como ‘águas rolando pela estrada’ e ‘as tristezas mudas na masmorra do esquecimento’, ficaram bem legais.
    Há, todavia, alguns adjetivos que me incomodaram um pouco, a palavra ‘eternos’ precisa ser imprescindível senão vira clichê... ‘beijo do tempo’, ‘peito aberto’ também são lugares comuns... ficou redundante ‘encaro o mundo de frente’, se ‘encaramos’ estamos ‘de frente’...
    No geral, é bem escrito, mas tocou-me pouco. Nota: 2,0

    Dhenova

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do poema. As metáforas são muito boas, mas algumas remetem a versos reincidentes. O ritmo é sensacional e o desencontro das rimas deixou um efeito muito legal.
    Na última estrofe, a inclusão de um deus enfraquece o argumento inicial (de peito aberto... crer nos conselhos do vento...). A pegada inicial pedia por um final menos tímido. Contudo, gostei mesmo e deixo a nota 4.

    wasil sacharuk

    ResponderExcluir