Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de Escrita Literária - POESIA - on line

Untitled-1
Despertar poesia - Inspiraturas
vivências de poesia para iniciantes e amadores
com ênfase na escritura de poemas
exercícios lúdicos e práticas de escrita criativa
subsídios teóricos para a produção de poemas autorais
incentivo à troca de experiências, impressões e sugestões
acompanhamento da produção e dos resultados
Às segundas-feiras, 19:30h até 22h na Casa do Poeta Inspiraturas - Pelotas RS
início em junho. Apenas oito vagas - 70$mês
www.inspiraturas.com
whatsapp 53991212552
oficinainspiraturas@gmail.com

15 de jun de 2011

2ª rodada - Um Deleite

Um deleite

Gosto de sentir
Seu cheiro fresco
Perfumando o ar
Seu contorno é assimétrico
Só ressalta sua beleza
É verde brilhante
Comida a mordidas
A sensação arenosa
Derretendo na língua
Seu suco saciando a sede
Invadindo a boca
Misturando-se com a saliva
Numa verdadeira epifania
Sua tez é lisa, macia
Feito esmeralda reluzente
É sempre promessa de delícia
Despertando na gente
Com seu brilho singelo
Os desejos mais secretos

Campos & Espaço

4 comentários:

  1. Campos & Espaço escolheu um título que nos dá água na boca de imediato. Bom começo. Mas o apelo sensual não ganhou a desenvoltura prometida, frustrando-me. As imagens, desprovidas de entusiasmo, foram banais. Uma tez com brilho de esmeralda? Esverdeada como a pedra preciosa mencionada? Sinto muito, mas caiu na trivialidade. Nota 3. Luciana Del Nero.

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do poema, sou leitora da NOP e Ispiraturas.

    Essa linguagem me fascina,sensual e delicada como deve ser.

    "Com seu brilho singelo. Os desejos mais secretos"

    "Seu suco saciando a sede.Invadindo a boca"

    Parabéns!

    Regina cnl

    ResponderExcluir
  3. Campos & Espaços, gostei muito do poema, deu água na boca, visualizei a 'maçã verde' no seu esplendor, fruta por sinal que amo de paixão... também te parabenizo pelo outro sentido, mais sensual. Um poema simbólico bem escrito. Não gostei do brilho 'singelo', são grandiosas as primeiras imagens, não cabe singeleza aí. Bonito. Nota: 4,5.

    ResponderExcluir
  4. Campos e Espaço, seu poema é mesmo imagético e bonito.Mas há um probleminha neste tipo de poema que muitas vezes acaba derrapando nas curvas:os excessos.Ou de imagens, ou de impossibilidades.
    O seu teve esse pecadilho com o esverdear da tez etc...Mas é belo e minha nota é 4,0

    ResponderExcluir