Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

20 de jun de 2011

3ª rodada - Losangos Azuis

Losangos Azuis

Vidro entre-aberto pela brisa morna
cabelos agitados, maresia
mundo quadrado, uma pró-forma
sem falhas, antiburocracia

Minha sandália vermelha
saia curta como telha
tecido grudado ao quadril
um ar quase juvenil

Deixo vestígios perfumados
pela escada abaixo
vejo o olhar atento
do esquelético porteiro

Numa rua muito abafada
a ardência nos dedos
e as narinas azuis...

riscados são os losangos rastros
numa via de corpos vendidos
aqui e ali mais um sorriso

uma outra noite
amanhã, talvez outro dia.

Flor de Laranjeira

2 comentários:

  1. Ao ler o poema “Losangos azuis”, a imagem que me veio foi a de um beco de reputação duvidosa. Um corpo de mulher jovem, acossado pelos olhares famintos de um velhaco qualquer. A construção dessa imagem é inteligente e arrojada. Por isso, dou-lhe a Nota 5.
    Luciana Del Nero.

    ResponderExcluir
  2. Losangos Azuis é um poema interessante na forma e no conteúdo.Coloca boas imagens num cenário bastante comum.Gostei também da sonoridade, das palavras bem escolhidas.Olha,poeta,eu gostei bastante e minha nota é 5,0
    Marisa Schmidt

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...