Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

20 de jun de 2011

3ª rodada - Passos à bala

Passos à bala

Sou criança, a passos lentos, em um sonho colorido
Campos verdes, branco silêncio e céu azul anil
Despertador acorda, são sete horas, fico senil
É a labuta! Escova nos dentes, algodão no ouvido.

E já na rua é tiroteio a minha direita
Na minha esquerda explode bueiro, asco certeiro
Saudades de outros barulhos, a britadeira
Confunde meus pensamentos, meu corriqueiro.

Felicidade se esvai se não é vivida
Leite de pedra é pedra na mão? Não é saída
Ser mais humano, ter mais amor e atitudes.

O modernismo já ficou velho e esclerosado
Fuzil alado e carros trincheira, vicissitudes
A paz, já muito extinta, se esconde ao lado.

Tony Montana

2 comentários:

  1. Tive dificuldade para acompanhar esse poema de Tony Montana. São muitas imagens, tecidas de maneira desconexa. O resultado disso é que a finalização não mantém relação alguma com o restante da narrativa que lhe precedeu. Enfim, o poema não me tocou. Ficou confuso e desalinhado. Lamento. Nota 2,5.
    Luciana Del Nero.

    ResponderExcluir
  2. A poesia Passos à bala,conforme meu parco entendimento,começa com o despertar de um sonho e termina num pesadelo...Mesmo assim o autor procurou atender ao pedido,focando a realidade que a TV nos mostra todo dia;porém pecou por excesso de informação,como dizem os marqueteiros.Não deu a liga esperada.
    Minha nota é 3,5

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...