Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

19 de jul de 2011

6ª rodada - Fugaz amor de Capitu

Fugaz amor de Capitu

Sob a penumbra das velhas esquinas
                         [e páginas
Capitu se insinua
tão bela tão feminina
quanto rosa ungida em orvalho

De seus lábios, sussurros luzem
provocam luxúria
vivos desejos que atiçam homens
cobiças
contendas
erupção em aflitos corações escravos

Miragem que se dissipa,
Capitu se vai ao vento
sem deixar para trás palavras ou vestígios

Volta ao tempo dos sonhos
místico enigma
enquanto desconsoladas ficam as almas órfãs
                                [de sumarentas paixões
feito nuvens perdidas
na incessante busca por águas represadas nos olhos.

                                                                        A Voz do Vento

5 comentários:

  1. As Capitus há muito povoam a literatura numa série de intertextos e referências. Logo, poderia ser apenas mais um, se não fosse tão belo. Os versos em cascata colaboraram muito para a fluidez da leitura.
    Espero que a oficina tenha sido, de alguma forma, útil ao poeta.
    Congratulaçoes pelo poema sensacional e pela irretocável participação.
    Agradeço imensamente tua presença e revelo meu desejo de contar novamente contigo nas próximas edições, seja como autor ou jurado.
    Grande abraço

    nota 5,0

    ResponderExcluir
  2. O poema Fugaz amor de Capitu foi ao alvo com o título, não deixando margem a dúvidas que a inspiração foi o imortal personagem de Machado.
    O poema flui bem e mantém coerência até seu final, que a meu ver poderia ser mais elucidativo, pois não esclarece se as “almas órfãs” são as do livro ou outras que se depararam com nova Capitu (deve haver algumas por ai...).Não me agradou a última frase, que soou forçada.
    Mas o poema é bom e minha nota é 4,0

    Marisa Schmidt

    ResponderExcluir
  3. Fugaz amor de Capitu é um poema belo! Irretocável. Arrebatada pela leitura, fico sem palavras para os comentários. A cadência da leitura captura do inicio ao fim, palavra por palavra, linha a linha. O que dizer, além de elogios? Agradeço ao poeta A Voz do Vento pela experiência estética proporcionada. Nota 10! (ops, 5).

    Luciana Del Nero.

    ResponderExcluir
  4. Voz do Vento

    Miragem que se dissipa,
    Capitu se vai ao vento
    sem deixar para trás palavras ou vestígios.

    Irretocável! Perfeito!

    "feito nuvens perdidas
    na incessante busca por águas represadas nos olhos"

    Meus respeitos a todos os oficineiros, mas, esse teu poema cativou meu olhar de leitora da NOP
    Inspiraturas de poesia livre.

    Parabéns!

    Regina cnl

    ResponderExcluir
  5. Muito bem feita a intertextualidade, uma ‘capitu’ desenhada em letras. No todo, há uma plasticidade que me incomoda, não cabe em versos tão fortes... eu deixaria ‘jorrar’ mais. Nota: 4,0

    Dhenova

    ResponderExcluir

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...