Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

21 de jul de 2011

feedback feedback feedback

FEEDBACK 1:

Quero registrar aqui a minha satisfação por ter participado de um  projeto tão interessante, como a 2ª Oficina Inspiraturas de Poesia Livre.
Foi uma experiência gratificante e inesquecível, sob todos os aspectos.
Gostei particularmente da proposta de "desenvolver escrita mais sensível, espontânea e livre" e "ler com uma nova perspectiva".
Tal proposta, porém, está em contradição com a a existência de amarras, regras, normas rígidas, dogmas literários etc. e distancia-se de um laboratório verdadeiramente criativo. Por isso, não vejo sentido na cobrança ou apego exagerado a padrões estabelecidos e formalismos (pontuação, vírgulas, o uso de maiúsculas etc.) como algumas vezes ocorreu ao longo deste evento.
A iniciativa da realização desta oficina é extremamente louvável. Não obstante, como "a perfeição é uma meta", considero importante tecer algumas observações, visando ao aprimoramento das futuras oficinas.
Em primeiro lugar, é necessário ter muita cautela na reprodução dos textos enviados, para que não haja alterações que possam prejudicar todo o sentido do poema. Às vezes, uma letra fora do lugar pode por tudo a perder.
Dito isso, acho importante lembrar que a poesia, muitas vezes, é uma obra aberta e pode comportar várias leituras diferentes ( até mesmo daquela que o autor imaginou ). Depois de pronto, o poema tem vida própria e o leitor é mais um partícipe de sua criação.
(…)
 
Argumentos da oficina:

Amiga oficineira, fico muito feliz que a oficina foi gratificante. Nossa proposta é justamente satisfazer as perspectivas de poetas que estão dispostos a desafiar os rumos da própria arte. E te parabenizo pela iniciativa e, sobretudo, pela participação.
Na oficina, cada jurado faz prevalecer seus critérios pessoais. É justamente isso o que desejamos, pois não queremos estar próximos a um padrão. Note a discrepância de opiniões entre os jurados nas avaliações levantadas. Desejamos essas leituras diferenciadas e não profissionais que podem, em virtude de suas qualidades, abarcar com uma gama de possibilidades que reproduzem a receptividade de leitores comuns. Alguns leitores não dispensam algumas formalidades como pontuação, ortografia, sintaxe perfeitas (me coloco dentre esses), afinal a liberdade de criação abraça a criatividade sem largar a mão da ferramenta. Os jurados não estão orientados a considerar tais aspectos, mas o fazem quando desejam. O compromisso é revelar o que “sente” em relação à obra, sem necessidade de critérios padronizados.
Como bem o dizes, o poema é uma obra aberta. E a oficina consiste um mais uma singular leitura onde engendra sua participação nessa obra. O interessante é que o autor pode se valer de impressões que podem ser relevantes para a consolidação de seu estilo considerando a receptividade que cada leitor tem em relação à forma, conteúdo e, também, o léxico utilizado. O jurado não precisa ter conhecimento da teoria literária e, também, não precisa alcançar toda a complexidade do léxico. É justamente isso que faz do jurado um leitor útil.
Procuramos preservar o formato dos poemas que nos são enviados, pois entendemos a importância da estética na poesia. Quando fomos alertados que havia um erro na forma do seu poema, fomos revisar e não o encontramos. Após algumas tentativas percebemos que se tratava de uma diferença de resolução de tela entre computadores ou, então, o zoom do navegador. Revisamos o poema postado em sete computadores diferentes e não apareceu o problema relatado em nenhum deles. Porém, quando aumentamos o zoom do navegador, algumas palavras ficaram entrecortadas. Assim, nas próximas edições, decidimos por acatar poesia concreta em arquivos de imagem, de forma que não prejudique mais o autor por diferenças de configuração dos computadores.
Agradeço imensamente tua espetacular participação e, sobretudo, ao feedback que muito colaborou para que reconheçamos nossas dificuldades, afinal todos aprendemos, indubitavelmente.

grande abraço
wasil sacharuk
 
----------------------------
FEEDBACK 2:
 
Bom dia, Wasil
Antes de mais nada, gostaria de parabenizá-lo pelo engajamento com a arte. Aprendi muito com a troca de experiências literárias que esta oficina poética proporcionou. Mais ainda, aprendi a selecionar meus poemas de acordo com o público-alvo e melhor dosar meus estilos e palavras, dependendo da situação oferecida.
Quanto ao feedback, e para demonstrar minha gratidão pela oportunidade, deixo algumas sugestões para  a 3ª  Oficina Inspiraturas:
1°- Desde a primeira rodada até a penúltima, fixar o voto de apenas dois jurados e, principalmente, com alternâncias, para que cada oficineiro apresentado não fique "manjado".
2°- Pelo mesmo motivo dito acima, repassar apenas os poemas sem pseudônimos aos jurados. Depois de avaliados e notas já entregues, aí sim, colocar os pseudônimos na página da oficina.
3°- Deixar critério comum de notas para erros de português e concordâncias. Exemplo: um erro de português equivaleria à - 0.25 na nota do poema avaliado. Além de evitar discrepâncias no julgamento, os oficineiros veriam o quanto é importante uma revisão num texto literário.
4º- Na última rodada, é óbvio, continuaria valendo o sistema de o corpo de jurados avaliar todos os poemas desta etapa. Cada qual com o critério que melhor lhe aprouver.
 
Argumentos da oficina:

Caro oficineiro, fico muito contente com o proveito que tiraste da experiência.

Quanto às sugestões:
A primeira: inicialmente tentamos fazer dessa forma, no entanto, não conseguimos contar com a regularidade da participação de alguns jurados, daí, partimos para um esquema mais improvisado mas que garantia a imparcialidade. Na próxima, vamos tentar implementar tua sugestão.
A segunda: Muito boa sugestão. Isso fará com que tenhamos sempre uma semana de atraso na divulgação dos poemas, mesmo assim, creio que funcionará bem. Acataremos mais essa sugestão.
A terceira: essa fere a proposta do manual dos jurados. Cada qual considera o critério que aprouver. Por pura coincidência os jurados da segunda oficina foram exigentes quanto aos critérios linguísticos (dentre eles, duas professoras de LP). Eu, particularmente, não relevo os desvios linguísticos e nem a permissividade exagerada em nome da verve. Quem escreve para ser lido por outros deve respeitar a ferramenta que utiliza. Para acatar essa sugestão, precisaríamos “profissionalizar” a oficina e ter um linguista de plantão.
A quarta: é como fazemos atualmente. Tentaremos fazer com que todos os jurados avaliem todos os poemas na última rodada. Boa sugestão.
Agradeço muito esse feedback produtivo e fico muito feliz  com teu engajamento na proposta.

grande abraço
wasil sacharuk


---------------------------

FEEDBACK 3:

Quero agradecer os jurados, e a belíssima organização da 2ª oficina inspiratura de poesia livre.
Tive a felicidade e a honra de participar desse evento maravilhoso, com ótimos poetas, e que para mim, foi muito proveitoso, e um grande aprendizado.

-----------------------

FEEDBACK 4:

Quero agradecer aos organizadores da ificina e deixar aqui meu elogio a Mestre Wasil Sacharuk e aos demais participantes. Gostei muito de participar da oficina e quero parabenizar a todos.
Somos um grupo engajado no aperfeiçoamento da escrita. Confesso que sou interessada em exercitar o português essa lingua codificada, mas, o importante é me fazer entender.
Concedo permissão para divulgar meu nome , Já que não há nada mais gratificante do que ser reconhecida ou mesmo criticada quando somos verdadeiros.
Agradeço de coração o carinho e atenção de todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oficina de Escrita Literária Online – Poesia

Oficina de Escrita Literária Online – Poesia INSPIRATURAS - Escrita Criativa - oferece aos interessados na produção de poemas uma oficina q...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...