Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

18 de ago de 2011

Estações VI


Sim! Eu sou como o vento ao acaso
Sem deixar rastro, vasto, indomável
Seguindo o caminho mais improvável
Sempre pelas arrestas do descaso

Um coração feito de puro aço
Vai batendo de forma variável
Nas asas de um vento favorável
Disperso no tempo e no espaço

Provo o sabor da vida no instante
Trago em minhas mãos o meu destino
Sendo dono das próprias escolhas

Sigo a vida como peregrino
Dentro deste revolto mar em bolhas
Das águas desta vida navegante

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...