Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

9 de out de 2011

3ªOficina - 1ªrodada - Etílico silêncio


Etílico silêncio

Meus silêncios são pendentes dos teus
Gritam sem som enquanto não voltas
As voltas pelos bares, garrafas e copos.


Espero-te...
Madrugadas, mágoas e salmos.

Minhas revoltas, andando pela casa
Marcando o carpete, os olhos de águas
“Socando pontas de facas”, lembrando de épocas.


Amo-te...
Te quero como eras, abstêmio e calmo.

Tua vida, falência e desgosto
Nostalgia desarrumada
Procurando encosto, gastando saliva.


E na relva... Brotam palavras ao vento
Declamas poesia, não sonhas com mais nada.

Muitos silêncios se atrelam aos de nossos rebentos
Sons de vários momentos, que por dentro se abafam
E os mesmo por vários meses e anos
Falam muita mais que um mar de palavras.


Gentileza

4 comentários:

  1. Gentileza

    Não gostei do título, achei o adjetivo pouco convidativo à leitura. O termo soa de forma técnica, portanto, não ficou bem aplicado ao contexto.

    Não alcancei um significado na imagem proposta no primeiro verso. Há algo na regência que não caiu bem no ouvido.

    Os versos grandes, partidos por vírgulas, desfavorecem o ritmo (“Socando pontas de facas”, lembrando de épocas). Poderiam ser mais concisos sem prejuízo da mensagem.

    A partir da segunda estrofe o poema decola e fica muito bom, a despeito dos versos longos.

    Algumas sentenças poderiam ter sido relegadas ao plano das inferências do leitor, deixaria o poema mais atraente e menos denso.

    Gostei muito desse cenário e da linha discursiva bem conduzida.

    Nota 4,0

    grande abraço

    Wasil Sacharuk

    ResponderExcluir
  2. Talvez por ser-me abstêmio, não vi com bons olhos o título deste poema: pareceu-me chamada para uma pesquisa científica sobre os efeitos do álcool.

    Por outro lado, há uma fluidez que agrada no desenrolar dos versos. Também encontrei um trecho que já vale o ingresso:

    "Espero-te...
    Madrugadas, mágoas e salmos."

    É interessante a idéia desenvolvida de um silêncio ser dependente de outro.

    Nota 4,2

    Rogério Germani

    ResponderExcluir
  3. Até a 4ª estrofe o poema mantém um ritmo. Há um buraco após, a passagem para outra ideia foi brusca e faltaram indícios para o leitor. Fiquei um pouco perdida. No entanto, o poema é tão imagético que no todo ficou bom. Nota: 4,0

    ResponderExcluir
  4. Esse poema se destaca com: primeiro verso,claro boa sonoridade.
    ültimo verso: rimas jogos com certa coesão.
    Sendo assim o meio muito confuso.

    3,0

    Vera Aguiar

    ResponderExcluir

Oficina de Escrita Literária Online – Poesia

Oficina de Escrita Literária Online – Poesia INSPIRATURAS - Escrita Criativa - oferece aos interessados na produção de poemas uma oficina q...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...