Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

9 de out de 2011

3ªOficina - 1ªrodada - Exorcismo


EXORCISMO

Se me lês e então acreditas
que estou nas palavras escritas
e nos acentos enfáticos

Lembro-te serem elásticos
os espaços da fantasia
e os contornos da poesia

Revelo-me é nas entrelinhas,
nas fugas que não adivinhas,
nas frases que surgem incompletas

Sou rota em curvas, ignoro as retas...

Nos porões moram as sombras
que do sol só sabem as alfombras
conhecendo no mofo sua ausência

Assim é a poesia em consciência,
dando à vista o verso permitido
Preservando nos suspiros o sentido

Sou poeta do choro envolto em risos
ou do acalanto em gritos imprecisos
sendo exorcizado em cada verso meu

Os silêncios  revelam quem sou eu ...

Florlinda Abate

4 comentários:

  1. Florlinda Abate

    Essa abordagem metalinguística ficou surpreendente. Eu não esperava a remissão dos silêncios ao universo do escritor.

    O ritmo é muito bom e o som, deslumbrante.

    Um poema pleno e, para mim, irretocável.

    parabéns

    nota 5,0

    grande abraço

    Wasil Sacharuk

    ResponderExcluir
  2. Fiquei surpreso e ao mesmo tempo feliz com um poema tão bem tecido, logo na fase inicial desta oficina. "Exorcismo" trabalha a própria poesia como pano de fundo e, repleto de silêncios, revela-se um enigmático eu-lírico conhecedor de seus limites.

    Irretocável!

    nota 5,0

    Rogério Germani

    ResponderExcluir
  3. O poema prende a atenção do leitor, há na fluidez dos versos uma sensação agradabilíssima de intensidade, o tom intimista, mais enfatizado no final, fecha com chave de ouro a ideia, e o tema é alcançado fácil, fácil.
    Gostei de tudo. Nota: 5,0

    ResponderExcluir
  4. Um bom poema, rico em idéias, meio confuso na colocação quanto a pessoa.

    Verso: Sou rota sem curvas, ignoro retas.
    E ou: Os silêncios revelam quem sou eu.

    Tem vidas próprias, com beleza.

    Nota: 4,5

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...