Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

16 de out de 2011

3ªOficina - 2ªrodada - Foragido


Foragido

Corri os campos sem destino
Corri e corri sempre menino
Em busca de não sei o que.

Corri sem remorso  ou percalço
Corri solto e descalço
Sempre em frente ofegante, mais corri.

Corri margens intermináveis
Corri enormes pastagens
Sem saber o que iria encontrar.

Corri estradas asfaltadas
Corri vicinais enlameadas
E até brejos que não corri,  mas pulei.

Corri paisagens, vida inteira
Subi e desci ladeira
E até da morte corri...

Breno Galtieri

3 comentários:

  1. Foragido
    (Breno Galtieri)


    O poema tem um torque meio lúdico; não traz surpresas semânticas, mas tem uma um ritmo e sonoridade bem atraentes. Além de ser meio monólogo, o que, na minha opinião, enquadra-se no sentido lato de um solilóquio.

    Nota: 3,2

    Mailton Rangel

    ResponderExcluir
  2. O poema está muito bem enquadrado na proposta e tem um ótimo ritmo. Ficou gostoso de ler. Foram boas escolhas.
    Somente o desfecho deixou tanto a desejar. Parece que ficou algo em aberto.

    Nota 3,8

    Wasil Sacharuk

    ResponderExcluir
  3. Temos aquia a meu ver um poema ( obra brota),o autor consegue mostrar seu proposito, sem com isso o refugio do obvio, titulo. Para mim no literal, correu bem com seu desfecho,

    Nota: 5,0

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...