Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

30 de out de 2011

3ªOficina - 4ªrodada - Ser o não-ser


Ser o não-ser

Há-de-ser leve leve,
de leveza tal
que o vazio que se forma
indelevelmente
se transforma
na sem razão de ser.

Esse não-ser permanente
desconectanto  corpo e mente
há-de-ser o que não é.

Tangerina Urbana

3 comentários:

  1. Tangerina Urbana

    É um poema bem elaborado, esta abstração faz viajar neste 'ser não ser', no entanto, não é um poema de fácil leitura, é complexo!

    Nota: 4,6

    Dirce dos Santos

    ResponderExcluir
  2. O poema é bem interessante, mas me pareceu pouco engajado. As aliterações iniciais, leve leve indelevelmente, me pareceram desconectadas. Também causou estranheza essa metafísica da morte como "não-ser" e "vazio". Há umas construções heideggerianas. Assim, o poema é inteligente, mas não desceu redondinho.

    nota 3,8

    Wasil Sacharuk

    ResponderExcluir
  3. Inicialmente tonalidade forte, exagerada aos sentidos dos leitores.
    Vejo falta de clareza aos objetivos, por parte do autor, segunda parte sofre ruptura,tal fato sugere vida própria aos últimos versos.

    Nota: 3,5

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...