Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de Escrita Literária - POESIA - on line

Untitled-1
Despertar poesia - Inspiraturas
vivências de poesia para iniciantes e amadores
com ênfase na escritura de poemas
exercícios lúdicos e práticas de escrita criativa
subsídios teóricos para a produção de poemas autorais
incentivo à troca de experiências, impressões e sugestões
acompanhamento da produção e dos resultados
Às segundas-feiras, 19:30h até 22h na Casa do Poeta Inspiraturas - Pelotas RS
início em junho. Apenas oito vagas - 70$mês
www.inspiraturas.com
whatsapp 53991212552
oficinainspiraturas@gmail.com

8 de nov de 2011

3ªOficina - 5ªrodada - O brinquedo na praça


O brinquedo na praça

Os nomes das praças e das ruas e das avenidas
percorridas pelas lembranças de uma etapa inglória,
lembram aos homens de suas heranças indignas,
impostas pela dura mão da história.

E o brinquedo na praça onde hoje a criança brinca
− na esquina daquela rua, ao cruzar a principal avenida −
contradiz a espessura  de outras vidas,
de gente que brincava brigando com a censura
frente à esbórnia de uma classe em supremacia.

− esses ficaram sem nome, sem praça, sem pátria.
Sem rua, sem chão.
Sem vigas.
Sem vitória.

Lubracadene

3 comentários:

  1. A idéia inusitada de louvor aos esquecidos foi bem induzida no poema “O brinquedo na praça”.
    Interessante notar que as duas primeiras estrofes, escritas de forma clássica, ao mesmo tempo em que contam a herança das guerras e seu papel nos dias de hoje, revelam disciplina no versejar.
    Já no final do poema, os versos curtos atraem a atenção para os esquecidos, para os civis anônimos que aqui também protestam em liberdade poética.
    Gostei.

    Nota 5,0

    Rogério Germani

    ResponderExcluir
  2. "O brinquedo na praça" é um poema excelente. Linha discursiva coerente, coesa e inteligente. Finalizado com muita propriedade.
    O aspecto negativo fica por conta dos versos longos terem ficado muito longos.
    Nota 4,5

    Wasil Sacharuk

    ResponderExcluir
  3. O poemas nos leva ao encontro de fatos típicos em épocas que nos mostra os naturais desempenhos e ou transtornos ocorridos com um local e com um povoado de maneira a seduzir rica paixão ao ocorrido. Claro, ao lermos tem leveza. acredito que o autor não se preocupou com forma alguma.

    Nota: 4,7

    ResponderExcluir