Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

5 de nov de 2011

feedback feedback feedback

Oficineiros e jurados, cliquem em "comentários" e poste o seu feedback acerca da 3ª Oficina.

6 comentários:

  1. E-mail de Cristina Macedo:

    Wasil,

    muito bom ter feiro parte de tua oficina!

    Tinha pensado em comentar pontos positivos e pontos negativos,como fazem os jurados da oficina.
    Porém, li que esta foi a última.

    Bom, mas vou falar, de qualquer forma:

    1º) Achei muito bom ouvir comentários críticos; saber como teu poema está chegando nas pessoas.

    2º) Excelente exercício o do tema encomendado. No início parece que não vais conseguir fazer; com o
    passar dos dias, tudo vai acontecendo.

    3º) A meu ver, o único ponto negativo foi a inconstância dos comentários dos jurados. Acho que
    sempre, todos os oficineiros deveriam receber o mesmo número de comentários. Senão, para o bem ou
    para o mal, não é justo.

    Enfim, fiquei super contente de ter participado. Obrigada pela oportunidade.

    Abraço,
    Cristina

    Veja meu blog: http://cris-cristinamacedo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Cristina

    Fico muito contente que tenhas gostado. A oficina significa muito para mim, visto que aprendo demais aqui. Penso que captaste bem a essência do projeto.
    Quanto à quantidade de comentários, compartilho da tua opinião, no entanto, é muito difícil sincronizar todos os comentários de forma que fiquem em número igual. Sempre tentamos, mas nem sempre é possível. Precisamos dar total liberdade aos jurados, já que são poucos. Assim, em alguns poemas "sobram" e em outros "faltam" comentários.
    Caso tenhamos outra edição, tentarei usar algum mecanismo que delimite a quantidade. Valeu

    Parabéns pela tua linda participação e espero que estejas sempre junto a nós.
    Grande abraço

    Wasil Sacharuk

    ResponderExcluir
  3. Poeta Samuel Barrêto disse...
    (in "Devoradores")

    Fui até o final do concurso somente para fazer o meu papel de cidadão, mas ficou um tremendo vácuo na ausência de alguns poemas meus, sendo que todos foram enviados nas datas certas, mesmo assim não foram colocados para apreciação de notas dos juros. Mandei vários e-mail reclamando, mas nada adiantou.
    Uma outra coisa, a maneira de análises em alguns momentos, fora rasteira, sem o devido conhecimento da temática poética, notas que cá entre nós, uma vergonha diante da retidão da poesia, no que dizia respeito ao assunto.

    Nada mais,

    Samuel Barrêto

    ResponderExcluir
  4. Wasil Sacharuk disse...

    Poeta Samuel Barreto, sempre que recebemos os poemas a nós enviados, colocamos o "ok" na planilha da oficina. Os oficineiros habitualmente acompanham a planilha para confirmar o envio.
    Após as datas hábeis, não podemos mais postar no site, pois do contrário poderia configurar
    algum favorecimento e, certamente, não é o caso que ocorre na oficina. Verificamos no arquivo
    de spam da conta de email da oficina e nenhum outro email seu encontramos.
    Quanto às análises, basta o poeta ler o regulamento da oficina e, certamente, entenderá o que
    ocorre: não há obrigatoriedade do jurado conhecer qualquer coisa além de gostar de ler poesia e
    nos agraciar com sua leitura e percepção.
    O senhor afirmou ter lido o regulamente no ato da inscrição, mas parece que não o fez, visto que desconsiderou o acordo de manter suas obras inéditas em outros espaços durante o decorrer da oficina, assim, mesmo que o poeta obtivesse notas altas, com efetiva participação nas cinco rodadas, estaria desclassificado. A oficina não gostaria de ser encarada como uma competição. As notas apenas servem como um quantificador do prazer da leitura por parte do jurado.Já tivemos aqui poetas maravilhosos, mas de escrita muito singular, que alcançaram notas pequenas em função da popularidade baixa das obras. Isso é aceitável e compreensível, visto que qualquer um de nós pode delinear a "retidão" da poesia.
    Trabalhamos gratuitamente para promover a cultura e criar espaços; contamos com o auxílio
    dos jurados e dos oficineiros que, sempre que possível, tentam cooperar com o desenvolvimento
    do trabalho. Não temos a intenção de prejudicar ou favorecer qualquer poeta. Logo, considerarei
    sua reclamação apenas como um cabível desabafo, pois penso que fizemos nossa parte da
    melhor maneira que esteve a nosso alcance. De qualquer forma, sua crítica nos auxiliará a
    corrigir possíveis falhas no processo. Agradeço imensamente e parabéns pela participação.

    Abraço

    Wasil Sacharuk

    ResponderExcluir
  5. Wasil

    Para mim é uma enorme alegria ter participado de todas as edições das oficinas, duas vezes como oficineira e uma como jurada.Embora me sinta mais à vontade sendo oficineira, também aprendi sendo jurada, pois julgar pressupõe um conhecimento grande do assunto, mas descobri que não sei quase nada e voltei à humilde condição de telhadinho e continuo com a necessidade de aprender mais.
    Nasta edição, especialmente, tive grande prazer na feitura das obras e na leitura da dos colegas.Foi muito bom!
    Cumprimento todos os participantes que tanto me encantaram, parabenizo a Luciana e a Dhenova pelo brilhantismo nas participações, agradeço imensamente aos jurados pela leitura atenta e crítica honesta, embora tenha me surpreendido com a leitura errada de uma palavra que tirou o sentido de um verso,mas isso é mero detalhe.
    Deixo meu reconhecimento e carinho a você pelo empenho e amor com que organiza as oficinas.
    Ah! Não aceito como definitiva a decisão de encerrar aqui as oficinas; quando muito, permito uma folguinha até janeiro...
    Beijo grandão e até a próxima.

    ResponderExcluir
  6. Marisa

    Sabe, eu adoraria ser oficineiro em uma oportunidade, assim como Dhenova, Luciana, Rogério e tu o fizeram.
    Penso que ser jurado é mais fácil, pois basta gostar de ler e estar disposto a comentar como gostou e não gostou do que leu. Não precisa entender de teoria e técnica. Meu desejo era o de conquistar jurados que não fossem escritores, mas meros leitores assíduos, entretanto, são bastante raros no nosso meio. Fiquei muito feliz em contar com excepcionais escritores como voluntários e como oficineiros.
    A manutenção da oficina demanda muito trabalho desde a organização, divulgação, recebimento das obras, confirmações, postagens, comentários, planilha, pesquisa, temáticas etc. Meu tempo disponível diminuirá drasticamente a partir de 2012, de forma que a opção mais viável é desistir das oficinas.
    O projeto Inspiraturas continuará com seus eventos mais simplificados que demandam menor envolvimento de tempo. Pensarei em alguma alternativa que possamos implementar que garanta um retorno similar com dispêndio menor.
    É muito bom contar com tua presença e colaboração.
    Grande beijo

    ResponderExcluir

Oficina de Escrita Literária Online – Poesia

Oficina de Escrita Literária Online – Poesia INSPIRATURAS - Escrita Criativa - oferece aos interessados na produção de poemas uma oficina q...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...