Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

4 de fev de 2012

Luz da Realidade


LUZ DA REALIDADE


Permeia-me a noite
E a tarde escurece
A luz que concerne
            (de forma vã)

Mas em mim está
Acesa a luz perene
De quem não esquece...
            (num divã)

Sinto mas lhe digo
Não sentir que sinto
Dar tempo ao tempo
(perder a razão)

Indo ao cerne da razão
A luz que me é perene
É a luz da imaginação...
            (heroína e vilã)

A realidade é percepção
É uma interpretação
Que escurece e amanhece
            (sempre vem a luz).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

encontre a Casa do poeta Inspiraturas: