Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

5 de out de 2013

SEM DILEMAS

SEM DILEMAS

No espelho o que se mostra
é a face que me expõe
aos olhares distraídos
e que às vezes, comovidos,
remetem um pensamento
que me falta pouco tempo
para completar a história
(já fugidia na memória)
e isso até serve de alento
para quem pensa no futuro
temendo esse tempo obscuro
pois não espelho tristeza...

Nunca foi da minha natureza
temer os fatos da vida
e medo não faz o meu tipo
porque afirmo e repito
que apenas o hoje importa.
Se a morte bater à porta,
será recebida como sempre
com a alma sorridente
por ter ganho tanto tempo
para amar e ser amada
ser mãe, avó e amiga
por ter topado toda a briga
que pra mim valia a pena

Envelhecer rende este poema
sem a falsa alegoria
de ser a melhor idade
pois a velhice, na verdade
é o que a vida propõe
a quem se cuidou um pouco
e escapou do trânsito louco,
das farras acima do recomendável
e teve o senso louvável
de usar o filtro solar

O resto é só aceitar
com a possível tranquilidade
as alegrias e tristezas
que nos brinda a natureza
na condição de humanos
valorizando os prazeres,
minimizando os desenganos
a velhice passará em harmonia
como o passar de cada dia
até o cair da cortina
onde o espetáculo termina
e onde ecoam os aplausos...

Marisa Schmidt

Nenhum comentário:

Postar um comentário

encontre a Casa do poeta Inspiraturas: