Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

2 de jan de 2014

Coesão

COESÃO

Há, na língua, muitos recursos que garantem o mecanismo de coesão:

* por referência: Os pronomes, advérbios e os artigos são os elementos de coesão que proporcionam a unidade do texto.

O Presidente foi a Portugal em visita. Em Portugal, o presidente recebeu várias homenagens.

Esse texto repetitivo torna-se desagradável e sem coesão. Observe a atuação do advérbio e do pronome no processo de elaboração do texto.

O Presidente foi a Portugal. Lá, ele foi homenageado.

O texto ganhou agilidade e estilo. Os termos “Lá” e “ele” referem-se a Portugal e Presidente, foram usados a fim de tornar o texto coeso.

* por elipse: Quando se omite um termo a fim de evitar sua repetição.

O Presidente foi a Portugal. Lá, foi homenageado.

Neste caso omitiu-se a palavra “Presidente”, pois é subentendida no contexto.

* lexical: Quando são usadas palavras ou expressões sinônimas de algum termo subseqüente:

O Presidente foi a Portugal. Na Terra de Camões, foi homenageado por intelectuais e escritores.

Observe que “Portugal” foi substituída por “Terra de Camões” para evitar repetição e dar um efeito mais significativo ao texto, pois há uma ligação semântica entre “Terra de Camões” e intelectuais e escritores.

* por substituição: É usada para abreviar sentenças inteiras, substituindo-as por uma expressão com significado equivalente.

O presidente viajou para Portugal nesta semana e o ministro dos Esportes o fez também.

A expressão “o fez também” retoma a sentença “viajou para Portugal”.

* por oposição: Empregam-se alguns termos com valor de oposição (mas, contudo, todavia, porém, entretanto, contudo) para tornar o texto compreensível.

Estávamos todos aqui no momento do crime, porém não vimos o assassino.

* por concessão ou contradição: São eles: embora, ainda que, se bem que, apesar de, conquanto, mesmo que.

Embora estivéssemos aqui no momento do crime, não vimos o assassino.

* por causa: São eles: porque, pois, como, já que, visto que, uma vez que.

Estávamos todos aqui no momento do crime e não vimos o assassino, uma vez que nossa visão fora encoberta por uma névoa muito forte.

* por condição: São eles: caso, se, a menos que, contanto que.

Caso estivéssemos aqui no momento do crime, provavelmente teríamos visto o assassino.

* por finalidade: São eles: para que, para, a fim de, com o objetivo de, com a finalidade de, com intenção de.

Estamos aqui a fim de assistir ao concerto da orquestra municipal.

Conectivos

¨ Coordenativos (ligam orações coordenadas), representados pelas Conjunções Coordenativas:

-       aditivas: e, nem, mas, também, não só,...
Ex: O ouro sangrava dos barrancos e o ferro relampeava nas jazidas.
-       adversativas: mas, porém, todavia, contudo,...
Ex: As Cortes de Lisboa prosperavam, mas a Colônia desgostosa se agitava.
-       alternativas: ou, ou...ou, ora...ora, já...já,...
Ex: Os índios se entregavam, ou eram massacrados.
-       conclusivas: logo, portanto, por conseguinte, pois (posposto ao verbo),...
Ex: O solo brasileiro é muito rico, logo muitos povos o cobiçam.
-       explicativas: pois (anteposto ao verbo), que, porque, porquanto,...
Ex: Vigiemos nossas fronteiras, pois o invasor sempre é cobiçoso.

¨ Subordinativos (subordinam orações dependentes às principais), representados pelas Conjunções Subordinativas:

-       causais: porque, como, visto que, uma vez que,...
Ex: Não pudemos entrar, porque a porta estava fechada.
-       comparativas: como, mais... (do) que, menos... (do) que,...
Ex: Os jovens são mais ousados que os adultos.
-       concessivas: embora, ainda que, conquanto, já que,...
Ex: Passaremos aos exercícios já que vocês entenderam tudo.
-       condicionais: se, caso, desde que, contanto que,...
Ex: Se você estivesse aqui, tudo teria sido diferente.
-       conformativas: conforme, consoante, segundo,...
Ex: As provas foram realizadas conforme prescrevem os regulamentos.
-       consecutivas: que, de sorte que, de forma que,...
Ex: A neblina era tal que nada víamos.
-       finais: a fim de que, para que, porque, que...
Ex: Você deverá estar lá para que tudo saia como esperamos.
-       proporcionais: à medida que, à proporção que, ao passo que, quanto mais,...
Ex: Os temores diminuíam à proporção que aumentava a certeza da vitória.
-       temporais: enquanto, antes que, depois que, desde que, logo que,...
Ex: Enquanto eu estiver na festa, ficarei ao seu lado.

¨ Pronomes Relativos (iniciam as orações adjetivas) e podem ser:
Variáveis: o qual, a qual, os quais, as quais, cujo, cuja, cujos, cujas, quanto, quantos, quanta, quantas.
Ex: É de ouro o anel o qual comprei.
Invariáveis: onde, que, quem.
Ex: Vieram notícias de um caso que parecia um milagre novo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...