Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de Escrita Literária - POESIA - on line

Untitled-1
Despertar poesia - Inspiraturas
vivências de poesia para iniciantes e amadores
com ênfase na escritura de poemas
exercícios lúdicos e práticas de escrita criativa
subsídios teóricos para a produção de poemas autorais
incentivo à troca de experiências, impressões e sugestões
acompanhamento da produção e dos resultados
Às segundas-feiras, 19:30h até 22h na Casa do Poeta Inspiraturas - Pelotas RS
início em junho. Apenas oito vagas - 70$mês
www.inspiraturas.com
whatsapp 53991212552
oficinainspiraturas@gmail.com

7 de out de 2014

É no tempo dos Poetas

É no tempo dos Poetas


É no tempo dos poetas
que os arabescos se formam
desenlaçam-se e se enroscam
num balé para além da imaginação

É no tempo dos poetas
que as nuvens fazem amor entre si
fluidamente desfazem-se e refazem-se
noutras formas, noutras matizes

É no tempo dos poetas
que o mar afasta-se lento
dando espaço a areia que caminha
observa terno as gaivotas
beija as andorinhas...

É no tempo dos poetas
que a pele pede clemência
que o arrepio evapora sem decência
e os sons ecoam sem ar...

É no tempo dos poetas
que as pegadas viram flechas
que o olhar umedece-se por completo
e fecha os cílios dos olhos
do corpo que abandona-se em brasa

É no tempo dos poetas
que as linhas são feitas em suspiros longos
onde as manhãs parecem não chegar
e onde a lua fica rubra
por nem conseguir olhar!

Por fim, é só no tempo dos poetas
que eternizam-se momentos
em círculos que crescem
como ondas de uma única gota
no plácido lago da febre.

E é apenas lá, no tempo dos poetas
que os pelos seguem suas marés
perdendo-se entre o levantar e deitar
num ritual sem horário nem tempo.

É no tempo dos Poetas...
é no tempo dos poetas...

Márcia Poesia de Sá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário