Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

Oficina de escrita literária Inspiraturas, em Pelotas

Oficina de escrita literária Inspiraturas - o fim da página em branco - A ti, que ainda acreditas na escrita, em especial a Poesia, como ...

19 de mai de 2017

Trova, sextilha, cordel, martelo agalopado

clip_image002TROVA - é uma composição poética que deve obedecer as seguintes características:

1.Ser uma quadra. Ter quatro versos.

2- Cada verso deve ter sete sílabas poéticas.

3- Ter sentido completo e independente. O autor da Trova deve colocar nos quatro versos toda a sua ideia.

A rima poderá ser do primeiro verso com o terceiro e o segundo com o quarto, no esquema ABAB, ou ainda, somente do segundo com o quarto, no esquema ABCB.

EXEMPLO DE TROVA:

Eu-vi-mi-nha-mãe-re-zan-do

Aos-pés-da-Vir-gem-Ma-ri-a

E-ra u-ma-San-ta-es-cu-tan-do

O-que ou-tra-San-ta-di-zi-a

Para atender à métrica, hiatos podem transformar-se em ditongos (Sinérese) e ditongos transformar-se em hiatos (Diérese) Ex Su-a-ve por Sua-ve (3 viram 2)

Sau-da-de por Sa-u-da-de (3 viram 4)

Quando duas vogais não tônicas se defrontam, faz‑se obrigatoriamente a elisão. Exemplo: Des|de o |di|a em | que | Do|lo|res (elisões na 2ª e na 4ª sílaba)

Quando, de duas vogais que se defrontam, apenas uma é tônica, recomenda‑se fazer a elisão, embora, em casos excepcionais, pelo ritmo do verso, alguns trovadores prefiram separar as sílabas, como vemos aqui:

O | co|ra|ção | mor|re an|tes

Quando duas vogais tônicas se defrontam não se pode fazer a elisão, sendo obrigatória a separação das sílabas. A |Da|dá |é |mui|to |da|da

 

 

 Literatura de cordel

Literatura de cordel também conhecida no Brasil como folheto, é um gênero literário popular originado em relatos orais e depois impresso em folhetos. Remonta ao século XVI. O nome tem origem na forma como tradicionalmente os folhetos eram expostos para venda, pendurados em cordas, cordéis ou barbantes em Portugal.

As histórias que têm como ponto central uma problemática a ser resolvida através de inteligência e astúcia para atingir um objetivo. O herói sofrerá, vivendo em desgraça e martírio, sempre fiel ao seu amor ou às suas convicções, mesmo com as intempéries. Ao fim de tudo, o herói será exaltado e os opositores humilhados. Se assim não for, haverá outro meio de equilibrar a situação, que durante quase toda a narrativa permaneceu desfavorável ao protagonista.

Poética do cordel

Sextilha - Estrofe de seis versos de sete sílabas, com o segundo, o quarto e o sexto rimados; verso de seis pés, colcheia, repente. Estilo muito usado nas cantorias.

Septilha - Estrofe (rara) de sete versos; setena (de sete em sete). Na septilha usa-se o estilo de rimar os segundo, quarto e sétimo versos e o quinto com o sexto, podendo deixar livres o primeiro e o terceiro.

Oitava - Composta de oito versos (duas quadras), com sete sílabas. A rima na oitava difere das outras. O poeta usa rimar a primeira com a segunda e terceira, a quarta com a quinta e oitava e a sexta com a sétima. Quadrão: (AAABBCCB)

Décima - Estrofe de dez versos, com dez ou sete sílabas, cujo esquema mais comum é ABBAACCDDC, empregada sobretudo na glosa dos motes e nas pelejas.

Martelo - Estrofe composta de decassílabos, muito usada nos versos heroicos ou mais satíricos, nos desafios.

Galope à beira-mar - Estrofe de 10 versos hendecassílabos (que tem 11 sílabas), com o mesmo esquema rímico da décima clássica ABBAACCDDC, e que finda com o verso "cantando galope na beira do mar" ou variações dele. Termina, sempre, com a palavra "mar". É considerado o mais difícil gênero da cantoria nordestina, obrigatoriamente tônicas as segunda, quinta, oitava e décima primeira sílabas.

Repente - (conhecido também como Cantoria) é uma arte brasileira baseada no improviso cantado, alternado por dois cantadores, daí o nome repente. Possui diversos modelos de métrica, predominando os versos heptassílabos e decassílabos. A rima usada é a rima perfeita. Há dezenas de modalidades do repente, entre elas a sextilha, o martelo agalopado e o galope à beira-mar.

Pajada - poesia oral improvisada em Décima Espinela (abbaaccddc) no estilo recitado e acompanhada de violão. A trova é uma construção poética improvisada em sextilha. Suas rimas são abcbdb e seus versos são cantados ao acompanhamento de acordeon.

Fontes: Wikipédia e Dicionário Aurélio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...