Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

www.inspiraturas.com - visite-nos, também, no facebook

2019

28 de mai de 2018

Futuro da nação

Futuro do nação

“Tá vendo aquele lá? O carequinha? É filho do Sidnei. Entrou numas de ser do tipo "certinho" e só levou na cabeça. Virou monge. Uma vergonha para a pobre família. É nisso que dá educar o guri com frouxidão. Gente assim não vai para frente. Já tem idiotas demais nesse país.

Educação, Sacha. Educação é o xis da questão. E da falta dela, felizmente, minha família não padece.
DSCF1571


O Mateusinho, meu filho de oito anos, já disse para mim e para a mãe que quer ser criminoso quando crescer. Já me enche de orgulho desde pequenino. Mas não quero que ele seja criminoso que nem eu, que tive pouca oportunidade na vida. Quero que ele se desenvolva para algo maior, mais gratificante e que ele possa ser um bandido muito orgulhoso do que faz. Imagina, Sacha, se ele chega a deputado federal? Ou senador? Presidente já nem quero, pois o garoto iria ficar muito visado pelos invejosos. Prefiro que ele se conserve num nível mais intermediário no qual ele possa roubar por muito tempo. Ele ainda vai me dar muita alegria.

É de guris como o Mateus que o futuro do Brasil depende. De bandidinho comum esse país já está cheio. Eu educo meus filhos para que eles tenham sucesso! Além disso, quem sabe bem o que quer, aprende como chegar lá. Senão, viverão correndo e suando para quitar impostos, igual esses fracassados que trabalham.

Mas monge, igual ao filho do Sidnei, o Mateusinho jamais vai ser. Que seja pastor, então!”

wasil sacharuk

Nenhum comentário:

Postar um comentário

encontre a Casa do poeta Inspiraturas: