Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas, exploramos estímulos muito diversificados que têm no grupo a base fundamental. Daí, podemos treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.

www.inspiraturas.com - visite-nos, também, no facebook

2019

30 de ago de 2010

Olhos azuis celestes

Ela vem com um sorrir cintilante
Que vai me derretendo por inteiro
Olhar azul celeste tão certeiro
Dava-lhe um belo tom inebriante

Na sua voz sutil e sussurrante
É como botar fogo no palheiro
Sim! Fazes despertar um abelheiro
Deixando meu peito palpitante

Dou-te lírios, crisântemos e rosas
Espalhando-as por teu caminho
Só pra sentir o plácido perfume

Que exala nas manhãs harmoniosas
Ou noites calorosas em que lume
Deitada em lençóis de puro linho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

encontre a Casa do poeta Inspiraturas: